Conheça os principais pilares do SEO

Conheça os principais pilares do SEO

Estamos entusiasmados em trabalhar juntos para aumentar o tráfego do seu site nos mecanismos de busca através dos principais pilares de SEO.

Mas antes de nos aprofundarmos na estratégia e nos itens de ação, é importante ter uma compreensão básica sobre otimização dos mecanismos de pesquisa.

Continue a leitura a seguir e saiba o que é SEO e quais os seus pilares!

O que é SEO?

SEO significa otimização de mecanismo de pesquisa. É a arte e a ciência de fazer com que seu site seja encontrado no espaço livre ou orgânico do Google, por exemplo. O objetivo é aumentar as vendas, gerar leads e melhorar o conhecimento da marca.

Como funciona o Google?

Para entender o SEO, primeiro você precisa entender como funcionam os mecanismos de pesquisa. Os mecanismos de pesquisa usam softwares chamados de rastreadores, spiders ou bots para rastrear a web. Quando encontram uma nova página, eles a adicionam a um índice. 

Em seguida, uma pessoa busca no Google, Yahoo ou Bing. A pesquisa é conhecida como consulta de pesquisa ou, mais simplesmente, consulta. Os mecanismos de pesquisa usam um algoritmo para determinar quais páginas são retiradas do índice e exibidas nos resultados do mecanismo de pesquisa.

Um algoritmo nada mais é do que um processo ou conjunto de regras a serem seguidas na resolução de um problema. Em SEO, os problemas são as consultas de pesquisa e as respostas são as páginas da web nos resultados dos buscadores. Os algoritmos são os programas de computador entre os dois.

O objetivo dos mecanismos de pesquisa é fornecer a melhor página da web possível para cada pesquisa (também conhecida como consulta de pesquisa ou consulta). Observe como dizemos página da web, não  site. Os motores de busca não exibem sites inteiros. Em vez disso, eles exibem páginas individuais.

Os algoritmos que calculam a classificação do mecanismo de pesquisa são complexos, em constante evolução e secretos. Isso pode tornar o SEO opressor, então não deixe! A missão do Google continua a mesma: “Organizar as informações do mundo e torná-las universalmente acessíveis e úteis”. Ao adotar uma estratégia de SEO holística, você garante que as páginas do seu site ajudem o Google a cumprir sua missão hoje e amanhã.

Os 4 pilares do SEO

Vamos dividir o SEO em partes – os quatro pilares. Consideramos os quatro pilares do SEO como uma estrutura que ajuda a ancorar os itens de ação sob o guarda-chuva de uma estratégia holística.

Os quatro pilares do SEO incluem o técnico, conteúdo, otimização on-site e SEO off-site. Veja detalhadamente a seguir:

Pilar 1 – SEO técnico

Para que os mecanismos de pesquisa mostrem suas páginas da web nos resultados da pesquisa, eles primeiro precisam localizá-las, rastreá-las e indexá-las.

Como o Google usa spiders para rastrear a Internet e coletar informações sobre as páginas da Web que encontram,  existem arquivos e diretivas (fragmentos de código) em seu site que fornecem instruções dos spiders dos mecanismos de pesquisa sobre como eles gostariam de ser rastreados e indexados.

Um arquivo robots.txt informa aos mecanismos de pesquisa aonde não ir. Na maioria das vezes, você deseja permitir que os mecanismos de pesquisa rastreiem todo o seu conteúdo da web. 

Às vezes, você usará o arquivo robots.txt para manter os rastreadores fora das seções de seu site que podem ter conteúdo duplicado, limitado ou privado que você não deseja que apareça nos resultados de pesquisa. Por enquanto, tudo que você precisa saber é que o arquivo robots.txt diz aos spiders “Não, não vá lá. Não indexe essas páginas da web.”

Um sitemap XML  é o oposto do arquivo robots.txt. Ele fornece aos mecanismos de pesquisa uma lista de todas as páginas do seu site que você deseja que sejam rastreadas, indexadas e mostradas nos resultados da pesquisa. 

Pense nisso como o currículo do seu site. Ele contém as informações de alto nível necessárias para iniciar a conversa, como quando uma página da web foi atualizada pela última vez e sua prioridade relativa em comparação com outras páginas.

Existem também  meta diretivas  na forma de trechos de código que vivem no cabeçalho de cada página da web. Essas diretivas não são visíveis para os visitantes do site. Em vez disso, eles fornecem os robôs dos mecanismos de pesquisa, página por página e instruções sobre como indexar o conteúdo de uma página.

Incluímos  segurança,  capacidade de resposta  (compatível com dispositivos móveis) e  velocidade  no SEO técnico. Esses três fatores técnicos principais afetam a usabilidade.

Não deve ser surpresa que os motores de busca gostem de sites que são servidos através de  conexões HTTPS seguras.

E, com mais de 60% das pesquisas provenientes de  dispositivos  móveis, é essencial que seu site seja bem exibido em todos os dispositivos – desktops, tablets e telefones celulares.

Por último, a  velocidade é importante. Não importa o quão bom é o conteúdo de uma página se ela carrega lentamente. As pessoas saem rapidamente de uma página que carrega lentamente (mais de 2 segundos) e, por sua vez, ficam frustradas com o Google por enviá-las para lá. Daí porque os motores de busca recompensam os sites de alta velocidade.

O último elemento do SEO técnico é a  estrutura do site. Os mecanismos de pesquisa precisam entender a prioridade relativa das páginas do seu site e como o seu site se encaixa. Você pode pensar na estrutura como uma pirâmide com sua página inicial no topo e sua navegação principal na camada abaixo. 

Cada camada abaixo das duas primeiras é uma coleção cada vez menos importante de páginas da web. Nosso objetivo é uma pirâmide equilátera. Não queremos que nosso site seja muito largo ou muito alto.

O SEO técnico pode parecer opressor à primeira vista. No entanto, se você dividi-lo nessas partes componentes e entender o porquê de cada uma, então ele se torna digerível. E, torna-se muito mais fácil executar as táticas que irão melhorá-lo.

Pilar 2 – Conteúdo e experiência do usuário

Com o SEO técnico implementado, os mecanismos de pesquisa podem localizar e indexar nossas páginas da web. O que eles encontram em cada página é o conteúdo.

O conteúdo é a espinha dorsal do SEO desde seu início. Inclui texto, imagens, vídeo, tabelas, PDFs e muito mais. Os motores de busca extraem significado de cada página da web com base no conteúdo da página.

Há cinco fatores a serem considerados no que se refere ao conteúdo e SEO:

  • Qualidade  – conteúdo exclusivo e bem escrito que oferece valor aos visitantes é essencial.
  • Palavras  – chave – o conteúdo deve incluir as frases que você deseja obter exposição nos resultados da pesquisa. Agrupe palavras-chave relacionadas e use sinônimos para fornecer maior contexto.
  • Tempo para retorno  – conteúdo novo e atualizado é popular entre os mecanismos de pesquisa. Frequentemente, o conteúdo atualizado com mais frequência em um site é o seu blog.
  • Tipo  – Dependendo do tópico da página, você deseja integrar uma combinação significativa de texto, imagens, vídeo e muito mais para garantir que a página seja dinâmica, visualmente atraente e envolvente.
  • Relevância  – O quão bem o conteúdo do seu site corresponde às consultas de pesquisa é a relevância do conteúdo. Quanto mais relevante, maior a probabilidade de sua página da web ter um bom desempenho nos resultados da pesquisa.

Você pode ter um ótimo conteúdo em seu site, mas se os usuários tiverem dificuldade em encontrar e interagir com ele, os mecanismos de pesquisa vão notar. Quando se trata de experiência do usuário, você pode deixar os visitantes e os mecanismos de pesquisa felizes abordando o seguinte:

  • Navegação  – seu site possui um fluxo lógico de informações que facilita para os usuários encontrarem o conteúdo que procuram.
  • Look  – Seu site é apresentado de uma maneira simples e visualmente atraente que transmite confiança, autoridade e o espírito de sua marca.
  • Sentir  – as pessoas gostam de como interagem com seu site e como o seu site interage com elas em troca.
  • Usabilidade  – O site é fácil de usar e funciona de maneira uniforme que se alinha às expectativas do visitante.

Agora que você conhece o papel que o conteúdo desempenha no SEO, vamos dar uma olhada em como você pode melhorar outros elementos do seu site para atrair mais os mecanismos de pesquisa e os visitantes.

Pilar 3 – SEO no local

A palavra “otimização” é exagerada e vaga no marketing de mecanismo de pesquisa. O que significa “otimizar” seu site? Isso pode significar muitas coisas – acelerar seu desempenho, melhorar a usabilidade ou inserir palavras-chave na cópia.

Os principais elementos no site que precisam ser “otimizados” ou aprimorados para usuários e mecanismos de pesquisa incluem:

Títulos de página e descrições meta são tags no cabeçalho de cada página da web. Os mecanismos de pesquisa os usam para criar os trechos de informações que você vê na página de resultados dos mecanismos de pesquisa. Os títulos das páginas influenciam a classificação e a probabilidade de uma pessoa clicar na lista (taxas de cliques). As meta tags de descrição influenciam apenas as taxas de cliques.

As tags H1 – H6  padronizam o formato dos cabeçalhos e dividem o seu conteúdo em partes fáceis de ler. Os motores de busca reconhecem essas tags como sendo o cabeçalho de uma página ou seção de conteúdo.

O texto alternativo em imagens fornece aos mecanismos de pesquisa uma descrição escrita de uma imagem. O texto alternativo é um princípio de acessibilidade, mas também ajuda os mecanismos de pesquisa a extrair significado.

Os links internos permitem que os mecanismos de pesquisa e os visitantes do site cliquem facilmente em outras páginas do seu site. O texto clicável em um determinado link (texto âncora) transmite o contexto e o significado de um link interno. Eles também passam o poder de classificação de uma página para outra em seu site.

Os dados estruturados  são fragmentos de código que fornecem aos mecanismos de pesquisa informações precisas sobre o conteúdo de uma página da web. Também permite que eles coloquem facilmente as páginas da web no contexto adequado nos resultados da pesquisa. Você já se perguntou como o Google exibe rapidamente receitas, horários de filmes ou informações de shows diretamente nos resultados da pesquisa? Dados estruturados, também conhecidos como marcação de esquema, devem ser creditados.

O oposto do SEO no site é fora do site. Vamos dar uma olhada no que isso acarreta.

Pilar 4 – SEO fora do site

Até agora, focamos no seu site e nos vários elementos que influenciam as classificações dos mecanismos de pesquisa. Mas o SEO não envolve apenas o seu site. É também uma questão de confiança e autoridade do seu site na Internet.

Você poderia criar o melhor site do mundo para uma pizzaria na cidade de Nova York. Com excelente menu, depoimentos e ultrarrápido, mas o Google não vai confiar neste site e exibi-lo nos resultados de pesquisa até ouvir um eco online de que você é de fato o melhor de Nova York.

Existem três lugares principais em que Google está ouvindo esses sinais externos:

Links  que apontam de outros sites para o seu. Esses links são valiosos por causa de sua capacidade de passar autoridade (poder de classificação) de um site para outro. Em termos mais simples, os links funcionam como votos de confiança de um site para outro.

Quanto maior a autoridade do site em fornecer um link, mais autoridade esse link passará para o site para o qual está apontando. Um link apontando para seu site do site do The New York Times vai passar muito mais autoridade do que um link apontando para ele no site do seu tratador de cães.

Perfis de pesquisa local, como o Google Maps. Se você tem um local físico ou atende uma área específica, uma listagem do Google Maps por meio do Google Meu Negócio é obrigatória. A simples verificação de sua localização e detalhes de contato com o Google gera confiança. E você pode construir mais confiança obtendo avaliações e comentários de clientes cinco estrelas.

A mídia social  influencia o SEO. Um link de uma postagem do Facebook para o seu site não passa a mesma confiança e autoridade de um backlink tradicional, conforme descrito em # 1. 

Porém, seus perfis de mídia social no Facebook, Twitter, LinkedIn e outros têm valor por meio do link que fornecem para o seu site.
Gostou do conteúdo e está interessado em adquirir serviços de SEO? Entre em contato com a Agência Novo Foco para mais informações.

Deixe um comentário sobre a matéria!

Sobre Nós

Agência de Marketing Digital em SBC, focada em Inteligência de Dados e Performance.

Somos uma Agência Parceira Oficial do Google, Facebook e RD Station.

Posts Recentes

Curta a nossa FanPage

Solicite um diagnóstico de marketing exclusivo para a sua empresa!

Parcerias Oficiais

Receba nossos Conteúdos