Como desenvolver o potencial criativo na sua empresa?

Como desenvolver o potencial criativo na sua empresa?
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Há uma razão pelo qual a infância costuma ser o período mais criativo da vida de uma pessoa. É o momento em que podemos brincar, explorar e imaginar, seja na escola ou no parquinho. Além do mais, o indivíduo ainda está aprendendo, ansioso para absorver novas informações e descobrir coisas novas. À medida que envelhecemos, ficamos frequentemente estagnados, atolados e especializados em nosso campo específico. 

Perdemos nosso entusiasmo em aprender coisas novas e nos apegar ao que sabemos, desperdiçando nossa criatividade. Embora muitos possam dizer que isso é apenas uma parte do crescimento, sufocar a criatividade pode ter efeitos negativos, tanto dentro quanto fora do local de trabalho. 

Empresas como o Google lideram o desenvolvimento de uma cultura de trabalho destinada a aumentar a felicidade e a criatividade dos funcionários, além de ajudar a torná-los mais produtivos e inovadores. Se você se perguntou por que as startups têm explorado novos benefícios como espaços de descanso e meditação, dias de projetos da empresa, mesas de pingue-pongue e eventos de equipe, é porque estão prestando atenção às pesquisas que demonstram que criatividade está associada a um desempenho superior. A curiosidade, o impulso para adquirir novas habilidades e o tempo de silêncio dedicado a si mesmo comprovadamente aumentam a criatividade e, portanto, o desempenho no trabalho.

Está claro hoje que as empresas que não conseguem inovar terão dificuldade em manter sua participação no mercado. Então, o que as empresas podem fazer para estimular a criatividade dos colaboradores? A seguir listamos algumas dicas essenciais para estimular a criatividade no trabalho, veja!

Faça algo não relacionado ao trabalho

Embora nem todas as empresas possam acreditar na política de 20% de tempo livre do Google, em que os funcionários são incentivados a passar um quinto de sua semana de trabalho focados em um projeto criativo, é inegável que a criatividade floresce em ambientes repletos de variedade. Steve Jobs, por exemplo, era fã de longas caminhadas e meditação como forma de clarear a cabeça, enquanto Elon Musk é conhecido por jogar videogame. Oferecer a seus funcionários a chance de relaxar com um jogo de pingue-pongue ou uma relaxante aula de ioga pode ajudar a desbloquear seu potencial criativo.

Crie uma cultura que recompensa novas ideias

Quando os funcionários trabalham em um ambiente onde fica claro que suas idéias e opiniões não serão levadas em consideração, eles provavelmente não se sentirão capacitados para usar sua energia criativa para apresentar soluções inovadoras para impulsionar a empresa. Ao permitir um espaço, seja em uma reunião semanal ou por outro meio, para os trabalhadores expressarem suas ideias, eles provavelmente estarão ansiosos para descobrir novas maneiras de deixar sua marca na empresa.

Diga ‘Sim e …’ em vez de ‘Sim, mas …’

Faça uma aula de teatro de improvisação, em que os atores que entram em uma determinada cena não têm ideia do tipo de situação em que estão entrando até chegarem lá (parece muito com empreendedorismo, hein?). As equipes são instruídas a sempre aceitar a situação e construí-la, em vez de tentar controlar, moldar ou desfazê-la. O mundo dos negócios pode tirar uma lição disso e aprender a aceitar, validar e melhorar as ideias, em vez de depender da rejeição e do medo.

Considere fazer dinâmicas

Uma característica das pessoas criativas é a vontade de experimentar coisas novas. Um período de descoberta através de dinâmicas, por exemplo, frequentemente dá lugar não apenas a uma equipe mais criativa, mas também os ajuda a se comunicar melhor e aprender novos métodos de resolução de problemas com seu novo ofício. Além disso, os funcionários costumam formar pares com pessoas de departamentos diferentes, levando a um senso de comunidade mais forte em toda a empresa.

Dê tempo para refletir

Os empregadores devem oferecer ao seu pessoal duas a três horas por semana, sem distrações ou interrupções, a fim de debater e apresentar soluções novas e inovadoras para os problemas. Considere reservar um tempo para os funcionários todas as semanas, sem reuniões, e-mails e “negócios diários”, para que eles possam dedicar algum tempo concentrado em pensar e inovar por conta própria.

Permita o fracasso

O fracasso é uma parte importante da inovação. Não vamos esquecer quantas vezes Steve Jobs falhou antes de finalmente conseguir fazer com que a Apple se tornasse a empresa mais lucrativa do mundo. Ninguém acerta o tempo todo, e o fracasso é parte integrante do processo de aprendizagem. Incentive seus funcionários a experimentar e ser inovadores, mas não os castigue se suas ideias não derem certo. Capacite-os a aprender com suas falhas e fazer melhor da próxima vez.

Crie um ambiente onde a criatividade possa florescer

Inúmeras pesquisas mostram  os efeitos surpreendentes que o espaço pode ter na criatividade. A criatividade prospera em ambientes abertos e até mesmo um caos ordenado. Espaços que permitem a livre circulação e são menos estruturados do que um ambiente de escritório típico, onde as pessoas podem se misturar e discutir ideias, são ótimos para gerar criatividade. Da mesma forma, manter as temperaturas quentes, as luzes baixas, os ruídos ambientais e não muito altos podem fornecer um ambiente ideal para o florescimento da inovação.

Embora muitas empresas provavelmente não tenham priorizado a criatividade no passado, agora é certamente a hora de começar. Se as empresas começarem a se esforçar para fomentar a imaginação no local de trabalho, é quase certo que verão resultados tanto do ponto de vista financeiro quanto de recursos humanos.

E então, pronto para começar a desenvolver a criatividade? Se gostou do conteúdo compartilhe com seus amigos nas redes sociais!