O que é marketing de afiliados e como fazer parte?

O que é marketing de afiliados e como fazer parte?
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Essa estratégia é benéfica tanto para empresas como para usuários da Internet — que podem ganhar dinheiro pela Internet sem fazer grandes investimentos. Confira como o marketing de afiliados funciona!

O mundo do marketing ganhou novas tecnologias, metodologias e segmentos nos últimos anos. Em um mundo cada vez mais digitalizado, em que o contato entre os clientes e as marcas é cada vez mais direto e dinâmico, cresceu a complexidade e a importância dessa área.

Uma das novidades que têm ganhado cada vez mais espaço é o marketing de afiliados. Se você ainda não conhece essa estratégia e deseja ganhar dinheiro na internet sem precisar fazer grandes investimentos, veja como ele funciona!

O que é

O marketing de afiliados é uma estratégia de divulgação no mundo virtual que conta com o auxílio de afiliados que são responsáveis por promover a marca. Ou seja: esse tipo de marketing estabelece uma rede de sites parceiros visando aumentar as vendas de empresas e empreendedores digitais.

Na prática, esse tipo de marketing funciona assim: uma determinada empresa lança um produto na internet e pagam anúncios remunerados em blogs, sites de conteúdos e redes sociais para aumentar a capilaridade de sua estrutura de vendas.

Assim, quando alguém visita um site, clica em dos anúncios existentes nele e realiza uma compra na loja patrocinadora do programa de afiliados, um percentual deste valor é repassado ao afiliado na forma de comissão de venda.

O sistema que paga uma comissão para sites que veiculam ações de marketing de afiliados é chamado programa de afiliados, que muitas vezes é a principal fonte de monetização de inúmeros blogs e sites.

Vantagens

Esse tipo de marketing é fácil de ser aplicado e tem se mostrado bastante eficiente, o que explica a sua popularidade crescente entre empresas de diferentes segmentos.

Para as empresas, o marketing de afiliados é importante para capilarizar as vendas e o contato com o público. Isso faz com que companhias dos mais diferentes segmentos apostem nessa estratégia, desde lojas virtuais até portais de hospedagem, prestadores de serviço, estabelecimentos comerciais, desenvolvedores de aplicativos, entre outros.

Já para os usuários de internet, esse tipo de marketing é prático, pois não exige grandes investimentos (não precisam ter uma estrutura de marketing própria, bastando ter acesso à internet e perfis em diferentes ambientes virtuais, desde redes sociais até blogs e sites).

Eles precisam divulgar um produto, mas não criá-lo do zero — isso já é feito pela empresa contratante. Outras vantagens são: eles não devem pagar impostos, taxas nem mensalidades para as plataformas de afiliados.

Parâmetros

As empresas que investem em marketing afiliado precisam de parâmetros para avaliar o desempenho de cada afiliado e, assim, calcular o valor a ser pago ao final das vendas.

Alguns deles são o Custo por Clique, Custo por Vendas e Custo de Ação. O primeiro considera o número de cliques em banners, anúncios ou quaisquer outras publicidades divulgadas pelo afiliado. Essa métrica não analisa o quanto desses cliques se transformaram em vendas de fato.

Essa transformação é analisada pela métrica do Custo por Vendas, que paga o afiliado toda vez em que o cliente finalizar uma compra, que pode ser contabilizada a partir de links gerados e códigos, que associam a transação com cada afiliado e comprovam que uma venda foi realizada a partir da divulgação de uma pessoa específica.

Algumas plataformas de afiliados permitem que a empresa contratante só pague depois que o seu produto mostra resultados reais (ou seja: conversões). Isso deixa o cliente mais confiante e seguro em relação à plataforma.

Por fim, o Custo de Ação avalia não só o número de cliques, mas também as interações na página da empresa — como realizar um cadastro para receber conteúdo exclusivo, o envio de dúvidas, além da própria compra.