funil de vendas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Toda empresa tem como objetivo lucrar em algum nível. Algumas focam nisso, outras enxergam como consequência, mas independente da estratégia utilizada, organizar e estruturar um bom funil de vendas é essencial para o crescimento de qualquer negócio.

O texto de hoje irá explorar as diversas formas de estruturar um bom funil de vendas, mostrando seus conceitos, seus pontos positivos e quais informações são necessárias saber para ser eficiente nesse processo, além dos benefícios da prática.

Com a chegada do meio digital e da internet, mais e mais pessoas têm buscado novas maneiras de empreender e, mesmo aquelas que nunca fizeram isso na vida, começaram a estudar como começar, o que precisa ser feito e quais os obstáculos da empreitada.

Para isso, se fazer perguntas é necessário. Como, por exemplo, onde comprar de mudas exoticas? Qual a força do seu produto? O que os clientes devem saber sobre a sua empresa? Essas reflexões ajudam a saber quais os próximos passos a serem dados.

Porém, para que qualquer empresa de qualquer segmento consiga a atenção merecida e se destaque dentro do mercado de trabalho e do segmento que deseja realizar comércio, é importante criar uma boa jornada do cliente e saber como cativá-lo.

Em outras palavras, mesmo um negócio de comunicação visual impressão digital precisa ter as etapas do seu produto ou serviço bem definidas, para assim dar atenção aos leads e clientes que se encontram nessas etapas e facilitar tanto o suporte quanto o direcionamento para a compra.

Entretanto, com tantas pessoas comprando digitalmente, mudando de gostos a todo momento, ganhando e perdendo interesses em uma velocidade altíssima, sem mencionar a concorrência e o mercado em si, estruturar um funil de vendas não é tão simples assim.

Em qual parte do processo ele é aplicado? Quais as vantagens em se investir em um funil de vendas? Ele pode ser aplicado em uma venda de areia para construção? Quais as frentes de trabalho que devem ser melhor exploradas? É muito caro?

A resposta dessas e de muitas outras perguntas pode ser conferida nos tópicos a seguir, onde o assunto será melhor abordado e desenvolvido, mostrando e explorando o conceito e tudo que o aborda. Para ficar por dentro de tudo, leia os tópicos a seguir.

O conceito do funil de vendas

De forma simples e direta, o funil de vendas nada mais é do que um extremo cuidado com a jornada do cliente, porém, dividido em etapas que consistem no foco de uma determinada atividade em cada uma delas, podendo ser diferente para cada empresa, embora o conceito permaneça o mesmo.

Com isso, algumas estratégias são aplicadas durante a venda de moveis para escritório, por exemplo. 

Deve haver todo um ritual, realizar os preparativos e aos poucos envolver os leads para conseguir fazê-lo comprar o produto, além de oferecer um ótimo suporte e serviço pós-venda.

Através dessas estratégias em conjunto, é possível usufruir de alguns benefícios e vantagens que o funil de vendas oferece, como por exemplo:

  • Maior assertividade no suporte ao cliente;
  • Otimização da gestão de recursos e esforços;
  • Maior previsibilidade de resultados;
  • Produtividade maior e com menos recursos;
  • Otimização de tempo.

Claro que tudo isso irá depender de como o funil foi estruturado e de empresa para empresa, podendo ser completamente diferente das estratégias abordadas por uma grande logística e por comércios de locação container stand de vendas.

Sendo assim, é possível manter um esqueleto, uma estrutura principal em como funciona o funil e personalizar os métodos, buscando o que é melhor para a realidade do seu negócio.

E isso pode impactar diretamente nas decisões que a empresa pode tomar para o seu futuro, afinal, por mexer diretamente com as vendas da marca, ou seja, com o lucro que a mesma pode ter sobre um produto, toda a atenção deve e precisa ser voltada para a jornada do cliente.

Mesmo que o produto comercializado sejam brindes personalizados bloco de anotações, o cliente precisa se sentir especial e a forma como a empresa estrutura o funil de vendas reflete diretamente esse pensamento.

Portanto, os benefícios e vantagens que foram citados anteriormente no texto são de extrema importância e causam grande impacto no negócio, sendo motivos mais do que suficientes para incentivar o conhecimento e aprendizado sobre o funil de vendas

As etapas do funil

Assim como qualquer estrutura ou projeto, para que o funil seja funcional, ele é dividido em etapas e cada uma consiste em um objetivo em específico. Nada é por acaso e tudo tem um propósito, podendo ser aplicado até mesmo em venda de cameras de segurança Sao Paulo.

Diante disso, confira as etapas para ficar por dentro de como estruturar seu funil de vendas ou ter o conhecimento necessário para contratar um profissional que faça isso.

  1. O topo do funil

O topo do funil é dedicado ao momento em que o lead deve descobrir e conhecer o seu produto, a sua empresa. Até esse momento, ele era totalmente indiferente e talvez nem soubesse de sua existência, mas agora as coisas são um pouco diferentes.

Talvez tenha caído no site ou página por acaso, talvez estivesse procurando informações sobre algum produto e acabou conhecendo a sua marca. Independente do motivo, essa não é a etapa para se desesperar e despejar toneladas de informações aos usuários.

O objetivo aqui, mesmo que seu produto seja um balão metalizado azul, não é vender, e sim ajudar. Mostre com informações precisas e com muita qualidade que ajudem o lead a chegar na conclusão de que tem um problema e conseguiu verificar o motivo disso.

  1. O meio do funil

O meio do funil é a etapa onde o lead admite que tem um problema e começa a considerar uma solução. Normalmente, são pessoas que já possuem algum cadastro ou contato com a marca, buscando agora diferentes maneiras de suprir a sua demanda.

Provavelmente, já consumiu todo o conteúdo disponibilizado pela empresa e agora, com a sua ajuda, deve ter diversas possibilidades em sua mente. Porém, isso gera um outro problema, o cliente não sabe qual a decisão correta.

Nessa hora cabe à sua marca oferecer o suporte e orientação necessária para ajudar o mesmo a decidir sobre qual atitude irá tomar. Esse é o momento de ganhar a confiança do mesmo e ser bem sincero quanto ao problema e solução do mesmo.

A partir do momento que o mesmo entender que a sua empresa está ali para ajudá-lo, ficará muito mais aberto para passar mais informações, tornando-se um lead mais qualificado e passando diretamente para a última fase do funil.

  1. O fundo do funil

Por fim, a etapa da conversão dos leads para clientes. Essa é a etapa onde os leads já passaram por todo o processo de qualificação e estão decididos a fechar negócios com a sua marca, onde esperam apenas pelo contato do vendedor para realizar os ajustes finais de compra.

Aqui o lead entende que não conseguirá resolver o problema sozinho e confia na sua marca para ajudá-lo a finalmente solucionar essa demanda que atormenta a sua mente e, caso tenha feito tudo de maneira correta e assertiva, a sua empresa será uma grande referência do mercado para ele.

É importante também realizar um bom trabalho de pós-venda, verificando a satisfação do cliente com o produto ou serviço, como ele o avalia e oferecendo canais de comunicação fácil e rápida para que a organização ofereça o devido suporte caso seja necessário.

Esse tipo de atitude além de fazer com que o cliente se sinta mais satisfeito, aumenta a probabilidade de fidelização, fazendo com que o mesmo volte a comprar ou contratar a sua marca, realizando o marketing de forma espontânea, indicando a empresa para outras pessoas próximas.

Considerações Finais

O texto de hoje abordou como estruturar um bom funil de vendas para a sua marca, mostrando o conceito por trás dele, os benefícios e vantagens de se investir nessa estratégia, além de explicar como se diferenciam as três etapas no funil.

Novamente, sempre irá depender de empresa para empresa, o porte, qual produto está sendo comercializado, o investimento de tempo e dinheiro, como é realizado o marketing, se as estratégias estão sendo realizadas de forma assertiva, entre diversos outros aspectos.

Portanto, busque estudar bastante e adaptar o material para a realidade da sua empresa, sempre buscando aprimorar o que é possível aprimorar e evitar ao máximo as falhas, fazendo com que a marca se torne cada vez mais uma gigante no mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.