Agência Novo Foco

5 Dicas de Marketing para pequenos negócios (que não custam rios de dinheiro)

5 Dicas de Marketing para pequenos negócios (que não custam rios de dinheiro)

5 Dicas de Marketing para pequenos negócios (que não custam rios de dinheiro)

5 Dicas de Marketing para pequenos negócios (que não custam rios de dinheiro)

5 Dicas de Marketing para pequenos negócios (que não custam rios de dinheiro)

5 Dicas de Marketing para pequenos negócios (que não custam rios de dinheiro)

5 Dicas de Marketing para pequenos negócios (que não custam rios de dinheiro)

5 Dicas de Marketing para pequenos negócios que são fundamentais:

Você é dono de um pequeno negócio, como uma padaria, farmácia ou loja de roupas, e pensa que “fazer marketing” é muito caro? Que só grandes empresas que tem dinheiro pra “fazer”?

Esqueça essa ideia!

O Marketing é acessível a qualquer tipo de empresa!

E com um pouco de criatividade e curiosidade, é possível aplicar diversas estratégias, tanto online, quanto offline, que já podem trazer excelentes resultados.

Importante lembrar que quando falamos de Marketing, estamos falando não só da propaganda.
Falamos também dos 4P’s de Marketing, assim como dizia Philip Kotler, o pai do Marketing:

  • Precificação correta do seu produto e serviço (P de Preço);
  • Entendimento de ONDE você irá vender este produto (P de Praça);
  • Características e diferencial competitivo do seu produto em relação ao concorrente (P de Produto);
  • Finalmente: Canais de mídia para propaganda (P de Promoção).

Com a definição correta dos 4P’s e a clareza de todas as informações, certamente você já terá insights poderosos, sem precisar gastar rios de dinheiro.

Mas vamos lá!

Prometi 5 dicas de marketing para pequenos negócios, que não custam rios de dinheiro para o pequeno empresário.

Prontos para a primeira dica?

1°Dica: O Panfleto não morreu. Faça, mas com inteligência

Eu sei, eu sei…
Eu sou especialista em tráfego online.

Mas isso não quer dizer que eu acho que outras formas de divulgação não funcionem.
Desde que faça sentido para o seu público, por que não?

O panfleto é um dos meios de propaganda mais antigos que existem.
Ele ainda é perfeitamente aplicável em eventos, para pessoas que vão até seu estande, para restaurantes, bares, academias, salões de beleza, barbearias, entre outros tipos de negócio.

Os mesmos princípios de uma boa peça de propaganda online valem também pro offline:

  • Texto Persuasivo (aqui é interessante fazer uma chamada bem criativa, focando muito na “dor do cliente” ou no “desejo“);
  • Imagens e Cores harmônicas e que tenham a ver com o seu negócio;
  • Cupom de Desconto ou Incentivo para Ação. Pense bem: Cada centavo vale muito para o pequeno empresário. Então como você vai saber se aquele panfleto realmente trouxe mais clientes para o seu negócio? Coloque um cupom de desconto com um código, ou incentive que o cliente leve o panfleto caso ele vá até o seu estabelecimento para receber um brinde ou condição especial.

2° Dica: Crie uma lista de e-mails e uma base de clientes

Existe uma regra no Marketing que diz: “Conquistar um novo cliente custa 5 vezes mais do que manter os existentes” Philip Kotler.

Isso faz muito sentido, pois um cliente que já adquiriu seu produto, provavelmente “derrubou” todas as objeções que ele tinha, e escolheu você como a melhor opção.

Não importa se você é mais caro ou mais barato.
Você DEVE investir em relacionamento com esse cliente, depois que ele comprou.

E um dos meios principais para isso, ainda é uma lista de e-mails. Ela é uma das formas mais eficazes de promover sua marca e seus produtos, e não custa muito caro mantê-la.

Sempre que um cliente for à sua loja, não perca a oportunidade de pegar o WhatsApp ou o e-mail dele, bem como qual produto ele se interessou, seu telefone, entre outros dados importantes.

Hoje, existem algumas ferramentas gratuitas para a pequena empresa gerenciar seus e-mails, como o Mailchimp para ações de e-mail marketing e o HubSpot, como um CRM gratuito.

Mesmo que você não esteja familiarizado, uma planilha de excel ou Google Docs (recomendo esta, pois está online) já resolve muito bem. Neste caso, mantenha a tabela sempre atualizada com os dados mais revelantes tanto de clientes quanto de interessados.

Suba ela na ferramenta escolhida, que pode ser o Mailchimp, Mautic ou outro serviço de sua preferência.

Agora, você precisa criar um calendário de envio de e-mails.

Escolha com sabedoria o que você irá enviar. Escrever conteúdos informativos sobre os problemas que seu produto resolve, ou até mesmo uma promoção ou condição especial, com data limite, podem trazer bons números.

Não faça spam!

Envie os e-mails nos horários e dias certos, evitando aborrecer sua base com um disparo muito grande e constante.

Não sabe os dias certos?
Faça testes! Solte um e-mail na terça-feira, às 11h00. Em outro dia, na quinta-feira, mande as 16h00.

Importante monitorar:

  • A taxa de cliques para ver qual horário performou melhor;
  • A taxa de rejeição e descadastro. Se for muito elevado, quer dizer que seus e-mails não estão agradando. Vale tentar outra abordagem ou mandar em outra data.

DICA FUNDAMENTAL: NÃO COMPRE LISTA DE E-MAILS!!!

Além dessas listas que estão à venda aí no mercado serem bem sujas, praticamente todas as pessoas que estão lá não te conhecem!
Elas não pediram para fazer parte de sua lista, e provavelmente marcarão como SPAM o seu endereço de e-mail, o que poderá trazer grandes problemas para seu site, caso ele caia numa BlackList do Google.

3° Dica: Faça Anúncios no Google Ads

Esse eu sou suspeito pra falar, já que amo a ferramenta e é uma das minhas principais competências.
Por que o Google Ads é uma das melhores estratégias para pequenas empresas?

  1. Você atinge quem está diretamente procurando por sua solução
  2. Você pode ter um retorno em curtíssimo prazo
  3. Você pode controlar o tamanho do investimento

Porém, para o Google Ads ter um retorno positivo, e quando digo positivo, é você ter real noção que 1 real investido se transformou em 8 reais, TEM QUE SABER FAZER.

Existem algumas táticas fundamentais para o Google Ads te trazer retorno e você não gastar dinheiro.
Investir em um site com carregamento rápido e voltado à conversão, usar palavras-chave com intenção de compra, usar a estratégia certa de leilão, entre outras coisas.

O Google ads é tão complexo que vale um post só dele.
Entretanto, existe muito material para ajudar o pequeno anunciante no próprio Google quanto no Youtube.

 

Leia também: Conceito AIDA: aprenda a usá-lo a seu favor

 

4° Dica: Faça Anúncios de Remarketing no Facebook

O Facebook, assim como o Google, tem uma lista de milhões de dados de todos seus usuários, que são totalmente acessíveis para fazer anúncios com mais assertividade.

O Remarketing é uma das ferramentas mais eficazes que existem.

Sabe o que é o Remarketing?

É quando você pesquisa um tênis em um e-commerce, por exemplo, entra na página, não compra e a partir disso, ele começa a te seguir no Facebook, Instagram e outros lugares até você comprar.

É irritante né? Eu sei!

Mas é incrivelmente eficaz e até barato.
Porque você já “investiu” naquele contato.

5 Dicas de Marketing para pequenos negócios (que não custam rios de dinheiro) 1

Exemplo de remarketing que fizemos para um dos clientes da Agência Novo Foco.

Ele já chegou na sua página, quase comprou ou pediu um orçamento, mas por algum motivo não o fez.
Você só está dando uma forcinha para ele terminar a compra.

Uma dica é deixar programado um descontinho, ou condição especial para ele voltar para o seu site.
Use a abuse da criatividade.

Como fazer o Remarketing?

Primeiro é necessário que você tenha o Pixel do Facebook instalado.
Ele é um código, um “grampo” que mostra todo o comportamento das pessoas no seu site, assim como o Google Analytics.

Você precisará ter uma conta de anúncios, gerar o pixel e instalar no header no seu site.
Se for em WordPress, é bem simples. Basta instalar o plugin “insert headers and footers” e colar o código no Header, pelo plugin.

Para conferir se está funcionando, baixe a extensão do Google Chrome “Facebook Pixel Helper”, e tente acessar o seu site.
Se ele ficar azulzinho, é porque o pixel está funcionando.

5° Dica: Crie um Sistema de Fidelidade e Faça Upsell

Pode ser uma tabela excel com o histórico de compra de todos os seus clientes.
Ou um cartãozinho fidelidade (se fizer, não esqueça de “ceder” de graça uns 2 ou 3 carimbos para estimular o cliente).

Pode ser até um caderno que fica no seu balcão.

Registre TODAS as vendas que acontecerem. Se for um produto de uso contínuo, coloque no sistema quando o produto acaba e deixe programado um lembrete para o cliente, ou até um descontinho para ele voltar a comprar de você.

Essa dica tem muita relação com a 2ª dica.
Porém, não se restringe à somente e-mail.

Se o cliente te deu abertura e permite uma comunicação mais pessoal, mande um WhatsApp, ou dependendo como for, até uma ligação.

Óbvio que você não vai ser inoportuno.
Cada caso é um caso. Para alguns mercados é totalmente cabível, para outros não.

Como falamos, algumas ferramentas gratuitas já permitem fazer excelentes trabalhos.
Use e abuse do Google. Pesquise sobre, pergunte para outros profissionais.

Um CRM gratuito, uma ferramenta de e-mail marketing e um pouco de criatividade já te ajudará a conseguir grandes destaques perante a concorrência.

 

Mãos à obra!

Artigo original escrito por Matheus Leme do portal O Leme do Marketing

More to explorer

Deixe uma resposta

Close Menu